A Nobre casa de Guedes

Este blog não poupará as mentiras de Nobre Guedes e os crimes da rede que anos a fio mercadejou ruínas, terrenos e almas, de forma absolutamente impune. A legalidade exemplar de Guedes é um exemplo vergonhoso de violação das leis, do decoro e da inteligência. A cultura de poder deste turiferário da extrema-direita fede e a prosápia nauseia. Leia este blog com lenço à mão...

25.12.04

Nobre Guedes percebe que não vai demolir nada...

A poucos dias do Natal, Guedes gasta dinheiro público circulando pelo país para anunciar o que faria se não tivesse sido demolido.Tem uma obsessão. A despropósito refere as demolições na Arrábida.Há dias, passou para os media o anúncio de que "vai dar a conhecer como queria reestruturar sector das águas", vaidade fátua que revela a fibra do personagem.
Reparem, todavia, como a lenga-lenga estaca a certa altura no tema-obsessão:
"O modelo de reestruturação do sector das águas não vai avançar até à constituição de um novo governo. Contudo, o ministro do Ambiente, Nobre Guedes, tem a intenção de anunciar quais as alterações que tinha preparado.

«Vou dar a conhecer ao País a forma como considero que o sector das águas devia ser reestruturado», disse o ainda ministro à margem da assinatura do contrato de concessão da Simarsul - empresa concessionária do Sistema Multimunicipal de Saneamento de Águas Residuais da Península de Setúbal, que decorreu sexta-feira.

Apesar de Nobre Guedes considerar que algumas das medidas poderiam ser implementadas até Fevereiro pelo governo de gestão, o ministro afirmou que «não faz sentido avançar», garantindo que se o Parlamento não tivesse sido dissolvido, teria sido avançado «um modelo totalmente diferente do agora em vigor».

E agora, a frase batida:

"Durante a ocasião, o governante prometeu ainda apresentar o Plano de Ordenamento da Arrábida até ao final do ano, admitindo, no entanto, que as demolições de construções clandestinas poderão ser adiadas. [Bolas!Logo a coisa mais desejada como presente de Natal pela família da Periquita!]

«Relativamente às demolições, o que eu anunciei, e o que vou apresentar ao país, é um programa e um plano sobre o tipo de intervenção que temos de fazer em termos de demolições», esclareceu.[um manual? Um guia? Um folheto explicativo? Um powerpoint com ruínas?!]
«O programa que nós propomos não vai ficar adiado, mas a execução naturalmente que vai, porque, não obstante haver despachos e bastante incisivos, até hoje não consegui ter dados concretos que me permitam saber quais são as situações irregulares e clandestinas nas áreas protegidas e na orla costeira», acrescentou.
[Portanto o manual é teoria! O iluminado que esteve na Rua do Século por engano é tão ET que com os parques subdotados e sem pessoal, "ordenou " que fizessem um levantamento de situações irregulares em 5 -cinco! - dias; sem se saber critérios, sem meios de prova, sem vistorias; um exemplo máximo de despachismo lunático e de ridículo desgastante da autoridade do Estado: ninguém ligou nada à ordem...inexequível e o ordenante meteu a viola na caixa; vem agora reconhecer que não obteve dados e que as bravatas que babou eram feitas com base em coisa nenhuma. Adeus, Guedes!]