A Nobre casa de Guedes

Este blog não poupará as mentiras de Nobre Guedes e os crimes da rede que anos a fio mercadejou ruínas, terrenos e almas, de forma absolutamente impune. A legalidade exemplar de Guedes é um exemplo vergonhoso de violação das leis, do decoro e da inteligência. A cultura de poder deste turiferário da extrema-direita fede e a prosápia nauseia. Leia este blog com lenço à mão...

10.10.04

Plano de demolições na Arrábida apresentado até ao final do ano
OS VERDES QUEBRAM O SILÊNCIO

Alertaram-nos para o facto de o Partido OS VERDES ter comentado o anunciado "plano de demolições" na Arrábida. Só descobrimos uma pequena notícia no DN de 6-10-04 onde se pode ler:

«A intervenção do Governo neste processo é, todavia, criticada pela deputada de Os Verdes Heloísa Apolónia.
Garante, por exemplo que fica por saber «quais os critérios adoptados para decidir as demolições, uma vez que estão em causa situações muito diversas e cada caso é um caso. Fica a pergunta - será que o senhor ministro vai garantir alternativas condignas a quem se encontra em situação precária?».

Acrescenta ainda que «o Governo que anuncia a demolição de casas clandestinas no PNSA com vista à valorização da zona é o mesmo que promove o estrangulamento das áreas protegidas, uma vez que os sucessivos Orçamentos de Estado da maioria PSD/PP têm feito cortes brutais no que respeita às verbas destinadas à conservação da natureza e áreas protegidas», denuncia.

A anteceder este comentário, CÁTIA VIEGAS escreveu:
«O Ministério do Ambiente admite que o plano de demolições de construções ilegais no Parque Natural da Serra da Arrábida (PNSA) pode estar pronto até final do ano.
Só nessa altura, o ministro Luís Nobre Guedes explicará qual o tipo de intervenções a aplicar. O referido projecto incluirá o levantamento do número exacto de casas edificadas sem autorização, a identificação dos diferentes tipos de ilegalidades e o plano de ordenamento do PNSA.»

[Estranho que o PEV nada diga sobre este forcing para aprovar, sem debate público, um plano de ordenamento cuja versão preparada po Celso Santos, deu escândalo e foi posta na gaveta pelo ministro THEIAS.]
E conclui-se:
«O Ministério do Ambiente, em conferência de imprensa, divulgou ainda um conjunto de documentação que visava esclarecer que não existe qualquer ilegalidade no processo de construção, por parte do ministro Nobre Guedes, de uma moradia em Azeitão, na área do PNSA. Segundo a cronologia apresentada, o pedido de contrução foi entregue em 1999 e, ontem, estava prevista uma vistoria de técnicos da Câmara de Setúbal para decidir a emissão da licença de habitação. Quanto às restantes casas, o ministério não avança com o número de situações ilegais detectadas».

[ A notícia é anterior à divulgação do relatório da IGA sobre as ilegalidades no Parque Natural da Arrábida].

1 Comments:

Blogger zorros said...

A MÁ CONSCIÊNCIA DOS PARTIDOS DE ESQUERDA

Não deixa de ser curioso que a totalidade dos partidos de esquerda não seja capaz de produzir um comentário ou uma posição minimamente estruturada em relação a um assunto que está a penalizar de forma tão flagrante o governo dos seus adversários políticos de direita. Estarão com medo de "meter a mão na massa" e de ficar contaminados por supostos interesses imobiliários ocultos? Nalguns casos até pode ser isso que esteja em causa, mas, de uma forma geral há uma enorme impreparação para lidar com os problemas ambientais e do ordenamento do território (as tais causas "modernas"). Por isso não compreenderam que por trás da controvérsia legalidade/ilegalidade se escondem opções políticas da maior importância e que estas é que devem ditar as orientações fundamentais nesta matéria. Ao alinharem, com o seu silêncio, na operação "demolições" estão a mostrar que ainda não conseguiram dar o salto que as circunstâncias exigem.

11 de outubro de 2004 às 16:02  

Enviar um comentário

<< Home